Principais destinos em Marrocos

Principais destinos em Marrocos.

Principais destinos em Marrocos

Seja qual for o destino escolhido pelo viajante em Marrocos, vai encontrar muitos atrativos, seja na cultura, na gastronomia ou no caloroso acolhimento dos marroquinos, que lhes apresentam uma visão nítida de todo seu patrimônio muito bem conservado.

Marrocos é um destino de viagem onde podemos encontrar tudo que gostaríamos de ver, admirar e guardar, compartilhar com gratidão para toda nossa vida.

A cidade de Agadir é hoje uma cidade moderna virada para o turismo. Longe vão os tempos da pequena vila piscatória que vivia apenas do comércio e daquilo que o mar lhe oferecia.

Atualmente, Agadir é um dos destinos de sol e praia mais conhecidos de Marrocos, em conjunto com Saidia, e é um importante centro económico do país ao nível da pesca e dos produtos agrícolas.

Agadir

Marrakech é cidade que mais atrai turistas em Marrocos.Em sua Medina estão riads encantadores de onde você não vai querer sair, jardins escondidos atrás de portinhas secretas, temperos, artesanatos e lenços coloridos de encher os olhos, restaurantes em rooftops com vista pra comer tagines e tomar os melhores chás de hortelã do mundo e os detalhes arquitetônicos mais charmosos do país em museus, madrasas e minaretes.

Marrakech

Rabat é uma cidade elegante e tranquila nas margens do oceano Atlântico. É também a capital do Marrocos, é considerada uma Cidade Verde devido aos seus mais de 200 hectares de espaços verdes e foi declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Nossa passagem pela cidade foi rápida, apenas algumas horas, mas foi suficiente para ver o que ela tem de melhor.

Rabat

Fes está localizada no norte do Marrocos e com mais de 1,4 milhão habitantes, Fez tem 785 mesquitas e é a mais antiga das quatro cidades imperiais do Marrocos. Até 1912, era também a capital do país. Embora tenha uma parte moderna, chamada Ville Nouvelle, são nas medinas, como são chamados em árabe os antigos centros comerciais e residenciais emuralhados, que se concentram suas maiores atrações. A principal é a Fez El-Bali, Patrimônio da Humanidade pela Unesco desde 1981. Lá, o exotismo toma conta de um cenário único, cheio de ruelas labirínticas. Há souqs (os mercados) dedicados para cada atividade: roupas, cerâmicas, tapeçarias, artesanato, alimentação

Fes

Meknès, uma das Cidades Imperiais marroquinas, a cerca de 70km de distância de Fez.
A cidade Islaïlienne, cuja beleza é correspondida pela sua gloriosa história, é naturalmente favorecida pela diversidade das suas vantagens geográficas. Meknès é ponto de passagem obrigatório entre as planícies do Atlântico e as terras altas do Oriente, entre o Atlas Setentrional e as colinas do pré-Rif, onde o esplendor nasce do contraste natural.
Cidade imperial do Marrocos, em Meknès está localizada a Medina, Patrimônio Mundial da Humanidade da Unesco, que envolve os visitantes com sua magia. Dentro das muralhas há um ambiente inesquecível que combina grandeza histórica, estilo de vida e sabores autênticos. Com o charme das suas muralhas, imponentes palácios, Kasbahs, Mesquitas, Madraças, jardins, fontes e belos museus, a riqueza arquitetônica da cidade expressa a magnitude de uma obra-prima para ser admirada por seus visitantes.

Meknes

Ifrane, no entanto, é diferente de qualquer outro lugar do Marrocos. Localizado a uma altitude de 5.460 metros acima do nível do mar na região do Médio Atlas, esta pequena cidade montanhosa tem um toque alpino, semelhante a uma cidade suíça.Com casas de telhado vermelho, canteiros de flores, parques com muitos lagos e invernos repletos de neve, esta cidade de estilo europeu é conhecida como “a Suíça do Marrocos”. A vegetação exuberante, florestas de cedro e o inverno rigoroso contrastam bastante com o clima quente e seco que assola o restante do país.

Ifrane

Chefchaouen, uma vibrante cidade azul que brilha no Marrocos. Situada ao norte do país, é também chamada de Xexuão, Barraxe e Barraxá. Com clima tranquilo e construções simples, se destaca por seus contrastes de cores, tendo sempre o azul como pano de fundo.
As casas se espalham entre vielas que parecem formar um labirinto infinito e da mesma cor do céu. Fundada em 1471, a cidade ganhou este tom através das mãos da comunidade judaica. O motivo da pintura é incerto, mas há duas teorias: reproduzir a visão do paraíso ou a cor que tingia os objetos sagrados no Velho Testamento.

Chefchaouen

Casablanca é a maior cidade do Marrocos, o grande centro econômico do país. Justamente por isso, não é a mais visitada, por ser conhecida como uma cidade de negócios. Porém, pode surpreender os visitantes que passam por lá, seja aproveitando uma escala de um dia de um voo para a Europa, seja passeando nas horas vagas em uma viagem de negócios ou mesmo curtindo uns dias de férias.
É uma cidade muito moderna, de frente para o mar, considerada a mais cosmopolita do país. A arquitetura foi toda renovada no início do século XX, quando ainda era colônia da França, por isso há uma grande influência art deco na cidade.

Casablanca

Essaouira é considerada por muitos a estância de praia mais agradável de Marrocos, pelos seus extensos areais, dunas e pelo centro histórico, classificado pela UNESCO como Património Mundial em 2009, uma mistura de cidade do século XVIII com um povoado medieval, cercado de muralhas que por sua vez estão rodeadas de canteiros de flores e pelo Oceano Atlântico. É conhecida pelos amantes do windsurf pelos seus ventos, o que está na origem da epíteto turístico “Wind City, Afrika”.

Essaouira

Asilah a cidade das muralhas, apresenta uma das medinas mais bem preservadas do Marrocos, que é toda cercada por muralhas. Por isso mesmo, é praticamente impossível se perder em suas ruelas. Basta guiar-se por essas muralhas e você logo encontrará uma das portas da cidade.

Azilah

Rissani é uma cidade no leste do Marrocos, localizada perto de Erfoud. É na região de Er-Rachidia, e é a cidade mais próxima de tamanho significativo para o Erg Chebbi, o maior deserto de areia em Marrocos. Sua população estimada em 2004 era de 20.469. O mausoléu do fundador da dinastia Alaouite de Marrocos, Moulay Ali Cherif, está localizado no extremo sul da cidade. Rissani é a antiga capital de Tafilalet. A sua localização como uma encruzilhada entre norte e sul da cidade deu uma certa importância em épocas anteriores

Rissani

Merzouga é uma pequena aldeia Berbére no deserto do Saara em Marrocos localizada a cerca de 35 km de Rissani, 40 km de Erfoud, e, a cerca de 20 km de distância da fronteira com a Argélia.
A aldeia de Merzouga é conhecida por se situar junto ao Erg Chebbi, o maior conjunto de dunas de Marrocos, ponto de interesse turístico pelas várias actividades no ramo: excursões em camelos, circuitos 4×4, bivouacs e acampamentos nas dunas, banhos de areia terapêuticos, viagens em moto quadri.
A aldeia divide-se em 3 partes: zona das dunas, centro da aldeia, e parte nova, para norte do rio e antes de se chegar à grande porta da aldeia.

Merzouga

Uarzazate situa-se nos contrafortes sul do Alto Atlas, na confluência dos vales dos uádis (rios) Uarzazate e Dadés, que formam o uádi Drá (Draa) a jusante da cidade. É o centro nevrálgico de uma vasta região do sul marroquino, de transição entre as montanhas do Atlas e o deserto do Saara.
Um dos grandes atrativos turísticos da cidade e da região envolvente os inúmeros casbás construídos em taipa, as montanhas e as planícies áridas, os vales e oásis verdejantes, os palmeirais e as aldeias de barro vermelho ou ocre. Os símbolo da cidade é o casbá de Taurirte, o antigo palácio-fortaleza do paxá El Glaoui, construído em meados do século XVIII. Ele aparece em notas marroquinas e situa-se junto à almedina.